Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Life of a Wonderer

Life of a Wonderer

Bênção das Pastas

Bênção.jpg

 

Nunca pensei ver chegar o dia em que terminasse a licenciatura (bom, tecnicamente ainda não terminou, mas não falta muito!). Não sei se isto acontece com todos os estudantes universitários ou se é só comigo, sobretudo porque já marco um longo percurso desde que comecei a universidade.

 

Não vou mentir e dizer que tudo isto foi um mar de rosas. Nem sequer vos vou falar do quão agradável foi a experiência, porque a verdade é que, sobretudo no último ano, atingi um ponto da minha vida que estou um pouco farta de ser estudante. Gostava de trabalhar e ganhar o meu próprio dinheiro, de chegar a casa e poder realmente descansar. E esse cansaço é tão grande que já não há amor pela Psicologia que o valha. Foram muitas as vezes que pensei "não serve de grande coisa este dia quando sou obrigada a fazer ainda um Mestrado". Mas isto são assuntos para outras histórias.  E de todo quero que isto seja um post negativo, mas quero que seja realista, e não posso fingir que esta não é a realidade em que me encontro.

 

Mas não se deixem enganar, porque nada disto impediu que a Bênção das Pastas fosse o melhor dia da minha vida. Não pela cerimónia, pouco pela sensação de ter uma etapa finalizada, mas porque foi um dia inteiro celebrado em família, e não podia ter pedido melhor. É em dias como este que me sinto a pessoa mais feliz e sortuda do mundo por ter a família que tenho.

 

Foi um dia inteiro de muitas gargalhadas, fotografias, abraços e até conversas sérias, e veio carregado de momentos e memórias que dificilmente esquecerei. Não é a bênção, não é a missa, as pastas, e definitivamente não é o calor que faz tudo valer a pena. São as pessoas que estão do nosso lado - as que sempre me acompanharam até aqui, as que, à sua maneira, contribuíram para aqui chegar, as que prestam o seu apoio incondicionalmente e me fazem sentir que nunca poderei estar sozinha.

 

O meu percurso foi longo, foi especialmente longo, mas valeu a pena, e por mais cansaço que sinta, continuará a valer a pena, porque ainda estou a fazer aquilo que gosto. Estou ansiosa pelo Mestrado, sobretudo porque é agora que começo a entrar na área mais concreta que quero e pela qual sou apaixonada - a Psicologia Clínica e da Saúde. Resta-me esperar que corra tudo bem, mas mais ainda, que continue a ter as mesmas pessoas do meu lado e a sentir o apoio delas com toda a força que tenho. Obrigada por fazerem parte da minha vida.

Sobre mim


24 anos, estudante de Psicologia. Apaixonada por Lisboa e por gatos. Introspectiva por natureza e com muitos pensamentos para partilhar!

📖 A ler: The Night Circus (Erin Morgenstern) // The Bad Beginning (Lemony Snicket)

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D