Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Life of a Wonderer

Life of a Wonderer

Comer com consciência #2: Fiz o meu próprio Muesli (+ Receita)

Muesli 2.1.jpg

 

Tal como disse na primeira parte do "Comer com consciência", estou muito habituada a comer ao pequeno-almoço, lanchar ou petiscar coisas como cereais, bolachas, pão com presunto, chouriça, fiambre, etc. Neste caso, estou mais que habituada a comer cereais ao pequeno-almoço, mas sabia desde logo que era uma das coisas que ia precisar de substituir. Notem que, quando falo de cereais, falo daqueles cereais tradicionais de pequeno-almoço: estrelitas, chocapic, cheerios, etc.

 

Sou um pouco exigente com o pequeno-almoço. Por um lado, preciso de algo que me dê energia suficiente para pelo menos a maior parte da manhã, até porque tenho tendência a ter quebras de tensão e por isso quanto mais tempo passar sem começar a sentir-me fraca, melhor. Por outro lado, é uma refeição na qual não gosto nem consigo comer demasiado, pelo que uma tosta não sei do quê, com um ovo e um iogurte e um sumo de laranja e um cafézinho... Não vai lá. A "melhor" solução que encontrei até hoje para estes problemas foram, de facto, os cereais. Dão-me energia suficiente para aguentar até ao meio da manhã, e não são algo que seja pesado ou difícil de comer.

 

Contudo, e querendo eu começar a fazer melhores escolhas alimentares, sabia que precisava de um substituto mais saudável aos cereais. E eis que surge o Muesli. O plano não era fazer Muesli caseiro, mas depois de um passeio pelas prateleiras do hipermercado descobri duas coisas. A primeira é que a maior parte do Muesli que vendem tem passas, coisa que detesto. A segunda é que aqueles que não tinham, por algum motivo que não consigo compreender, tinham açúcar - todos eles. Para comer Muesli com açúcar mais vale voltar aos cereais tradicionais, obrigada.

 

Posto isto, decidi pôr mãos à obra e fazer o meu próprio Muesli. Baseei-me nesta publicação da Made by Choices para a receita base, e depois foi todo um leque de escolhas criativas e ao meu gosto. Confesso que foi muito divertido para mim fazer isto, foi como ver uma criação minha ganhar vida porque fui eu que escolhi todos os ingredientes que queria.

 

Então vamos lá à receita, sim? Não tenho quantidades, fiz tudo um bocado a olho e na verdade acho que é inútil haver quantidades nestas coisas porque acaba por ir de acordo com a nossa preferência. Se queremos mais fruta desidratada colocamos mais, se não gostamos muito de fruta seca colocamos menos.

 

Ingredientes que usei:

  • Flocos de aveia
  • Sementes de girassol
  • Sementes de abóbora
  • Bagas de goji
  • Nozes
  • Morango desidratado

 

Comecei por deitar o pacote inteiro de flocos de aveia numa taça de vidro e depois fui juntando um pouco de todos os outros ingredientes. Mexi com uma colher de pau para misturar tudo e coloquei o Muesli num frasco com fecho hermético. E voilá! É a coisa mais fácil do mundo.

 

Devo dizer que compensa bastante fazerem o vosso próprio Muesli em casa: os ingredientes custam mais do que custaria uma embalagem de Muesli, mas fazem uma quantidade enorme de Muesli que não encontram nas embalagens do hipermercado, ou seja, dura muito mais tempo e acaba por compensar mais. O frasco onde o guardei tem um litro de capacidade e ainda sobrou um bocado na taça que deu para mais dois dias. Além disso, posso dizer-vos que não gastei nem metade de todos os outros ingredientes, ou seja, só tenho que comprar os flocos de base das próximas vezes que fizer.

 

Já experimentei e estou a adorar fazer papas com o Muesli para o pequeno-almoço, além de que me dá toda a energia que preciso para a manhã. Agora vem a "surpresa": desde que comecei a escrever esta publicação, o Muesli já voou! Somos duas a comer todas as manhãs, eu e a minha mãe. Já fiz uma segunda vez (e é essa a que está na foto principal, já que aqui a inteligência só se lembrou que não tinha foto da primeira quando já estava no fim), e substituí a aveia por flocos de trigo, para experimentar, e o morango por maçã verde desidratada. Coloquei menos bagas de goji porque apesar de gostar mais do que de passas, continuo a não apreciar muito, pelo que assim que terminá-las não vou colocar mais fruta seca sequer. Apesar de ter acabado num instante, um litro continua a vencer todas as 200/300gr que colocam à venda nos hipermercados. Podem ver a minha primeira experiência na foto abaixo, ainda na taça (só porque eu gosto muito de ver todo aquele vermelho a enfeitar um monte de cereais, sementes e frutos secos ):

 

Muesli 1.jpg

 

E aqui têm, mais um pequeno progresso, mais uma pequena substituição. Agora que fiz Muesli, gostava muito também de fazer granola, mas creio que o meu próximo passo será substituir as bolachas de açúcar e canela que como a meio da manhã por algo mais saudável. Têm sugestões? Já sabem, tem que me dar energia para o resto da manhã e não me deixar cair para o lado (daí eu ter escolhido, pela via mais fácil, bolachas cheias de açúcar)! Eu estava a pensar fazer barrinhas com este tipo de ingredientes, mas não queria comer essencialmente a mesma coisa duas vezes pela manhã. Em todo o caso, partilhem comigo as vossas experiências com pequenas substituições (ou "criações") nos comentários!

 

______________________________________________

 

"Comer com consciência" é o registo da minha jornada para uma alimentação mais saudável e mais consciente. Podes acompanhar-me e consultar todas as publicações aqui.

2 comentários

Comentar post

Sobre mim


24 anos, estudante de Psicologia. Apaixonada por Lisboa e por gatos. Introspectiva por natureza e com muitos pensamentos para partilhar!

📖 A ler: The Night Circus (Erin Morgenstern) // The Bad Beginning (Lemony Snicket)

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D